Inspirada na obra de Franklin Cascaes, peça ‘Balança, Bruxa!’ terá exibição on-line

Inspirada na obra de Franklin Cascaes, peça ‘Balança, Bruxa!’ terá exibição on-line

Inspirada na obra de Franklin Cascaes, peça ‘Balança, Bruxa!’ terá exibição on-line

A crise causada pelo coronavírus paralisou o mundo e ainda não permite que o teatro volte a funcionar de maneira plena. Pensando nisso, o Laboratório em Design, Audiovisual e Transmídia (LAB DAT) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), sob coordenação do professor André Luiz Sens, idealizou a exibição on-line da peça teatral Balança, Bruxa!. A obra foi premiada em 2018 pelo Fundo Municipal de Cultura de Florianópolis e filmada no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) no dia 26 de outubro de 2019, com sucesso de público.

Com direção de Jamil Vigano e produção do LAB DAT, o espetáculo será exibido no próximo sábado, 31 de outubro, das 20h às 00h, no canal do LAB DAT no Youtube. O acesso é gratuito, mas o grupo aceita contribuição pelo site abacashi.com/p/balancabruxa, para auxiliar o elenco que trabalhou nesse projeto e foi profundamente impactado nesse momento de pandemia.


Foto: Caroline Daufemback
Balança, Bruxa! é um musical que apresenta uma história inédita e original, livremente inspirada nas obras de Franklin Cascaes e com uma linguagem que alude aos grandes épicos cinematográficos de fantasia, como Harry Potter e Senhor dos Anéis. “Um novo olhar ao mundo fantástico criado pelo artista catarinense, assim como aos tradicionais elementos da cultura ilhéu, como o cerco das tainhas, a renda de bilro, o costume da benzedura e a festa do Divino Espírito Santo”, informam os organizadores. A peça visa não só apresentar uma diferente perspectiva a um público já conhecedor e apreciador do artista e suas obras, como também atrair uma nova geração de consumidores ávidos pelas histórias e personagens mágicas das grandes franquias de entretenimento, mas com pouca proximidade ao universo surrealista e místico criado por Cascaes, como a monstruosa Bruxa que se balança no alto de uma árvore no morro da Lagoa no conto Balanço Bruxólico.

A Bruxa da peça, entretanto, não é necessariamente uma vilã, como é usualmente representada, mas uma metáfora sobre a liberdade em meio a imposição dos ritos e tradições. Outra novidade é a apresentação de consagradas canções regionais em releituras melódicas originais. Entre elas estão o Rancho de amor à ilha, de Zininho, e Itaguaçu, de Luiz Henrique Rosa, além de quatro canções totalmente inéditas: Cultivar, Divina, Essa saudade e a música tema Balança, Bruxa!